Lagartixas de todo o mundo

Seguir

Ana Paes

"Coração maior, gosta das manhãs. Irrita-se com a incompetência, mas dedica a sua vida a acabar com ela. Tira, dos sorrisos das crianças, a força que a faz levar tudo à frente. Correcta, honesta, franca, de sorriso fácil. Quem a conquista, jamais a perderá." - SUSANA DINIZ

Ana Paes é educadora de infância e professora de música.
Escreve também aqui: Os filhos dos outros
Ana Paes
Seguir

Latest posts by Ana Paes (see all)



Originárias de África, acabaram por se espalhar por todo o mundo e hoje existem tantos tipos de lagartixas que é quase impossível conhecê-las a todas.

À primeira vista é complicado descobrir onde começa e onde termina a lagartixa, de tão eficiente que é a sua camuflagem. Há lagartixas que quase parecem camaleões, de tanto se transformarem e camuflarem. São tão habilidosas na arte da ocultação, que conhecê-las e reconhecê-las à primeira vista acaba por se tornar uma tarefa difícil aos olhos do comum ser humano.

[the_ad id=”10436″]

Pub

No seu processo evolutivo, as lagartixas tornaram-se altamente adaptáveis aos mais variados ambientes do nosso planeta. Para sobreviverem, elas desenvolveram aparências muitas vezes impressionantes. Porque a aparência é o mais importante para qualquer lagartixa. Só assim encontram o caminho certo para a sua própria sobrevivência.

Embora muitas lagartixas usem camuflagem, nem todas possuem esta característica. Outras há que não nasceram com habilidades de camuflagem e acabam por ter um aspecto monocromático, logo, mais perceptíveis de reconhecimento. No entanto, não deixam de ser umas autênticas lagartixas.

Normalmente, as lagartixas, enquanto mudam de uma aparência para a outra, com o objetivo de enganar a malta, não produzem grandes sons ou até mesmo nenhuns. Limitam-se a desfilar perante os nossos olhos e a convencerem-se a elas mesmas que essa atitude será suficiente para alcançarem os seus objetivos. Além do mais, é um dos poucos animais do planeta que consegue aderir a qualquer superfície. Essa capacidade incrível  só acontece porque as patas da lagartixa são cobertas com microscópicos pelinhos e isso gera uma determinada atração magnética. Há lagartixas que acabam por percorrer todo o tipo de superfícies, mesmo as mais escorregadias ou perigosas, como um telhado de vidro, por exemplo. Uma capacidade nem sempre fácil, mesmo para uma lagartixa.

Não conheço as lagartixas de todo o mundo. Por terras de África, fui conhecendo vários tipos de lagartixas. Mas posso concluir que, com mais ou menos camuflagem, estas não são, definitivamente, lagartixas muito diferentes das que encontramos por aí, em qualquer cantinho de Portugal.

Imagem: Pixabay

Comentários

Comentários

Ana Paes

"Coração maior, gosta das manhãs. Irrita-se com a incompetência, mas dedica a sua vida a acabar com ela. Tira, dos sorrisos das crianças, a força que a faz levar tudo à frente. Correcta, honesta, franca, de sorriso fácil. Quem a conquista, jamais a perderá." - SUSANA DINIZ Ana Paes é educadora de infância e professora de música. Escreve também aqui: Os filhos dos outros

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 × five =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.