Trinta e dois anos da Cidade de Vila Franca de Xira

Gaibéu
Seguir

Gaibéu

O Gaibéu é um filho ilegítimo.
Nasceu do amor à escrita, ao jornalismo e à cultura das gentes e da terra.
Gaibéu
Seguir

Latest posts by Gaibéu (see all)

Vila Franca de Xira comemora 32 anos de cidade na centenária Praça de Toiros Palha Blanco ao som da música da Banda da Armada

Comemorou-se no passado dia 28 de Junho, na Praça de Toiros Palha Blanco, o 32º aniversário da elevação de Vila Franca de Xira a cidade.

A cerimónia contou com a actuação da Banda da Armada, dirigida pelo maestro Délio Gonçalves, que tocou temas como Palha Blanco, Hispania (com a participação do guitarrista convidado Mário Rico) ou Palandromia Flamenca (a que se juntaram a guitarra de Mário Rico, o saxofone soprano de Teodoro Quintelas e a caixa flamenca de David Correia).

Na Palha Blanco, ouviram-se as intervenções do vice-presidente da Câmara Municipal, Fernando Paulo Ferreira, do presidente da Assembleia de Freguesia, António Matos, e do presidente da Junta de Freguesia de Vila Franca de Xira, Mário Calado.

Durante a sua intervenção, Fernando Paulo Ferreira declarou que a cidade de Vila Franca é “hoje uma cidade aberta ao rio e à cultura, uma cidade diferente que atrai novos investimentos e novos projectos”. E que Vila Franca é “uma cidade de gente activa, interventiva, de gente garbosa do seu passado que sente a importância da história, mas que não enjeita os ventos do futuro”, salientou.

António Matos deu os parabéns aos galardoados e à cidade “que consciente da sua identidade, persistente na sua vontade, tem tudo para ser uma cidade ainda melhor”, salientou.

Mário Calado considerou que “dignificar esta data de 28 de Junho e os galardões de mérito da freguesia a ela associada é considerarmos esta data como um dos momentos maiores de significado da freguesia e da cidade de Vila Franca de Xira”. O presidente da Junta de Freguesia rematou que “jamais se celebrará o dia da cidade a 27 ou a 29 de Junho para satisfazer qualquer outra conveniência ou programa”, agradecendo também a cedência da centenária Palha Blanco para esta comemoração à Santa Casa da Misericórdia, na pessoa do seu provedor Caetano Dias.

Na sessão solene entregaram-se os Galardões de Mérito Cultural a Leonor Teles, cineasta vila-franquense, que recebeu, este ano, o Urso de Ouro no Festival de Cinema de Berlim e ao maestro capitão–tenente Délio Gonçalves, chefe da Banda da Armada e maestro no Ateneu Artístico Vilafranquense desde 2002.

O Grupo Recreativo e Cultural do Bom Retiro foi, igualmente, homenageado com o Galardão de Mérito Associativo pela sua actividade na esfera cultural e desportiva da cidade.

No final da actuação da Banda da Armada, o presidente da Junta de Freguesia, convidado pelo maestro, ainda cantou o Fado de Vila Franca, assim como o vogal da autarquia, João Conceição, que se juntou à banda para cantar o cântico dos marinheiros.

Pub

Comentários

Comentários

Gaibéu

O Gaibéu é um filho ilegítimo. Nasceu do amor à escrita, ao jornalismo e à cultura das gentes e da terra.

One thought on “Trinta e dois anos da Cidade de Vila Franca de Xira

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!