Entra em casa o Zaino e vai o João para a prisão

Ricardo (ainda se lembram dele?) foi promovido, na cabeça do João, a amigo e conselheiro. Já tinha dito que os “lavradores”, como o seu Castanho, são os cães indicados para ter em casa com a família, principalmente quando há crianças. Não são como aquela espécie de cães-ratazanas de que as velhotas gostam, e são inteligentes, dóceis, fiéis e obedientes. Esta descrição coincidia com umas coisas que o João tinha lido sobre cães.

Ler mais

O Diogo confessa

Um dia acontece – Episódio número 3 
Novela Trágico-animalista by Luís Capucha
A influente “Comissão Local Todos Animais, Todos Iguais” era presidida pela “generala”, a Srª Dª Adelaide Maltez. A secretária era a sua neta, Joana Maria Maltez da Silva, licenciada Nem-Nem em Românicas e filha de dois médicos que não estavam para aturá-la e a mandaram para casa da avó.

Ler mais

Ela merece os murros que leva

“Nada mais ouvi. Do lado de lá solta-se um pontapé direito à minha cara. Era o fim. O meu fim. Estendida no chão, nada mais ouvi. Nada se sente. Só dor. Uma dor que ultrapassa o físico e se instala na alma. Uma dor única. Sente-se o coração a ser arrancado a sangue frio e jogado no chão. Espezinhado. Sente-se o vazio. Desilusão. Vontade de nada. Sem gritos. Sem histerismos. Nada. “

Ler mais