Cachorros quentes especiais para o Dia da Criança

Maria João Martinho
Seguir

Maria João Martinho

Historiadora da Arte de formação, trabalha desde 1999 na área do Património Cultural.
Adora cozinhar desde muito jovem, nutrindo um grande entusiasmo pela investigação de gastronomias internacionais, pela cozinha vegetariana e pela saúde baseada na prática alimentar.
A par da sua profissão, encontra-se actualmente envolvida em alguns projectos na vertente gastronómica, designadamente o projecto "Cozinha com Histórias", a decorrer no Palácio do Sobralinho, onde concilia a história dos alimentos à confecção de menus de degustação temáticos.
Maria João Martinho
Seguir



Porque elas são sem dúvida o que de melhor o Mundo tem, às crianças devemos dar-nos de forma incondicional!

Com afectos, muita atenção, não esquecendo a parte menos agradável das regras, indispensáveis para que cresçam mais conscientes de si próprios e mais capazes de se constituírem como bons cidadãos, sem pôr em causa a sua natureza intrínseca e a sua liberdade pessoal.

[the_ad id=”10436″]

Pub

Quem me conhece, sabe que eu estou sempre disponível para conceber e pôr em prática mais uma ementa temática e, quando se trata de um dia festivo especial para as crianças, rapidamente a coisa passa a festa! Sempre que posso, quando recebemos amigos das nossas crianças, gosto de fazer algo especial que possa ser do agrado dos mais pequenos, que os surpreenda e entusiasme. É tão gratificante ver o sorriso genuíno de uma criança que se entusiasma com algo que lhes preparámos!

Lembrei-me por isso de partilhar convosco uma experiência que fiz cá em casa, que os miúdos adoraram e que é uma ideia fantástica para o Dia da Criança que se aproxima a passos largos. Aviso-vos desde já que esta sugestão pouco tem de saudável, mas porque considero que nos dias especiais, podemos (e devemos) dar um “safanão” nas nossas rotinas e regras, neste dia tudo é permitido!

As crianças, regra geral, adoram cachorros quentes. As minhas não são naturalmente excepção!

Mas um cachorro quente pode ser bem mais do que um daqueles que preparamos recorrendo exclusivamente a produtos já confeccionados. Devo confessar-vos que hoje em dia me faz muita confusão comer ou dar a comer aquele “pão” embalado, destinado aos hot dogs e aos hambúrgueres. Podemos preparar algo mais inovador e surpreendente e, sem margem para dúvidas, mais saudável!

Cachorros2
A massa é preparada com o formato da cabeça do cachorro e decorada com as azeitonas antes de levedar uma segunda vez e ir ao forno

Levando o conceito do cachorro quente mais à letra, podemos preparar uns pãezinhos com o formato de cabeça de cachorro. Ficam fantásticos e não são nada complicados de se fazer. Ando sempre a navegar pela internet em busca de novas inspirações, mas sou muitas vezes surpreendida por alguns amigos que, conhecendo este meu lado aventureiro da cozinha, me enviam ideias giras que eles próprios vão encontrando! Esta ideia foi precisamente um desses casos: a minha amiga Joana presenteou-me com estes divertidos cachorros quentes! E a ela agradeço uma vez mais o facto de se lembrar de mim!

Aproveitei a ideia e optei por produzir uma massa para baguete, que me pareceu a mais adequada ao fim pretendido.

 

Cachorros Quentes Especiais

(receita adaptada do blog Mundo das Receitas)

Ingredientes

|300 ml g água morna

|1 saqueta de fermento seco

|1 colher chá sal

|500 g farinha T65

|azeitonas (duas por pão de cachorro)

|1 frasco salsichas das grandes

| folhas de alface

| ketchup (ou outro molho a gosto)

Cachorros3
Depois de saírem do forno, os pãezinhos ficam com este ar tostadinho e apetitoso

 

Preparação

  1. Misturar a água com o fermento, deixando o segundo activar durante alguns minutos. Adicionar o sal e depois a farinha.
  2. Amassar muito bem a massa até a mesma ficar elástica e deixar repousar durante cerca de 30 minutos em local morno.
  3. Cortar a massa em pedaços, formar bolas pequenas e achatá-las formando meios círculos. Com uma faca, fazer uns pequenos cortes laterais na parte recta da massa para formar as orelhas do cachorro, cortar uma azeitona ao meio para fazer os olhos e uma inteira para o focinho e aplicá-las tal como as imagens ilustram. Deixar levedar mais uns 30 minutos.
  4. Pincelar a massa com água e levar a forno pré-aquecido a 200º C, durante cerca de 15-20 minutos.
  5. Retirar do forno, deixar arrefecer. Cortar os pães, inserir-lhes as salsichas, a folha de alface e o ketchup!

Bom fim-de-semana, bons cozinhados e bom Dia da Criança! Divirtam-se!

Comentários

Comentários

Maria João Martinho

Historiadora da Arte de formação, trabalha desde 1999 na área do Património Cultural.
Adora cozinhar desde muito jovem, nutrindo um grande entusiasmo pela investigação de gastronomias internacionais, pela cozinha vegetariana e pela saúde baseada na prática alimentar.
A par da sua profissão, encontra-se actualmente envolvida em alguns projectos na vertente gastronómica, designadamente o projecto “Cozinha com Histórias”, a decorrer no Palácio do Sobralinho, onde concilia a história dos alimentos à confecção de menus de degustação temáticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

17 − 16 =