A Feira vista por dentro

Gaibéu
Seguir

Gaibéu

O Gaibéu é um filho ilegítimo.
Nasceu do amor à escrita, ao jornalismo e à cultura das gentes e da terra.
Gaibéu
Seguir

Latest posts by Gaibéu (see all)

A Feira de Outubro, que começou por ser uma feira franca que se estendia do primeiro domingo do mês até ao sábado da mesma semana, trazia a Vila Franca de Xira caldeireiros, latoeiros, sapateiros, louceiros, cordoeiros e algibebes do Alentejo e da Covilhã.

Actualmente, algumas destas artes encontram-se praticamente extintas, outras delas permanecem e novas se lhes juntaram, vindas de todo o país.

Hoje, a Feira de Outubro, ou Feira Anual / Salão de Artesanato, pode ser considerada um pouco o Colete Encarnado de Outono, mas não repete a festa do primeiro fim-de-semana de Julho, pois para além dos toiros e da festa brava, ela continua a juntar artesanato, iguarias várias e diversões.

O Gaibéu foi à procura das pessoas que contribuem para esse outro lado da feira e descobriu que a riqueza deste evento está, não só, mas essencialmente, aqui, na gente que tem dentro e nas suas artes.

Descubra connosco esse outro lado da Feira Anual / Salão de Artesanato deste ano e conheça alguns artesãos que por lá poderá encontrar e feirantes que fazem da feira esta festa de luzes, cores e sabores.

Porque as pessoas que fazem mexer a feira são muitas, o Gaibéu tentou escolher oito de entre tantas que dessem uma perspectiva da variedade na riqueza artística / profissional e individual que a feira contém.

Conheça aqui o outro lado da feira, o de dentro.

(clicar no vídeo para visualizar)

 

Comentários

Comentários

Gaibéu

O Gaibéu é um filho ilegítimo. Nasceu do amor à escrita, ao jornalismo e à cultura das gentes e da terra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

fifteen + two =